Paquistaneses protestam contra charges de Maomé em jornais da Dinamarca [via G1]

via G1

Irritados com a reprodução de caricaturas do profeta Maomé em jornais dinamarqueses, na semana passada, centenas de estudantes realizaram protestos em cidades paquistanesas. Eles atearam fogo em bandeiras da Dinamarca e ameaçaram começar uma guerra santa.

Ativistas de partido religioso do Paquistão protestam contra publicação de caricaturas de Maomé em jornal dinamarquês (Foto: Shakil Adil/AP)

A principal instituição sunita do mundo, a Al-Azhar, qualificou de “conduta vergonhosa” a nova publicação de charges do profeta Maomé na imprensa da Dinamarca e da Holanda em comunicado publicado na imprensa egípcia nesta sexta-feira (22).

Na nota, assinada pelo xeque Mohamed Sayed Tantawi, máxima autoridade da instituição, a entidade condenou as charges porque “a liberdade de expressão não significa ferir os demais”.

“A Al-Azhar, junto com outras instituições religiosas do Egito, condena o que alguns meios de comunicação dinamarqueses fizeram, ao voltar a publicar as caricaturas, consideradas ofensivas para o profeta”, afirma o texto.

“Que a paz esteja com ele (Maomé), assim como com os muçulmanos e o Islã”, acrescenta.

A Al-Azhar advertiu “aqueles que não saibam o que é a honra humana da insistência de continuar com esta ação vergonhosa”.

Publicação de charges

A imprensa dinamarquesa voltou a publicar recentemente as polêmicas charges do profeta Maomé, cuja divulgação, em 2005, gerou uma onda de protestos no mundo muçulmano, que incluiu o boicote de produtos dinamarqueses e terminou com mais de cem mortos em diferentes países.

Onze jornais dinamarqueses publicaram nesta a polêmica charge do profeta Maomé feita por Kurt Westergaard, que havia sido ameaçado por um atentado terrorista desbaratado na pela polícia, como uma forma de defesa da liberdade de expressão.

Entre os jornais está o conservador Berlingske Tidende, que decidiu publicar a charge na qual se vê Maomé com uma bomba no turbante, para expressar, assim como os demais jornais, o repúdio à autocensura, depois das ameaças de morte contra o veterano chargista.

Anúncios

~ por Natan Hoffman em fevereiro 22, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: